Skip to content
Abono Salarial PIS 2018 → Calendário PIS 2018-2019

Calendário do PIS-Pasep 2018-2019 → ABONO SALARIAL

Quer saber tudo sobre abono salarial do Caixa PIS 2018 e PASEP, incluindo se tem direito, como consultar, calendário atualizado, e o valor que pode receber? Chegou ao lugar certo 🙂

O abono do PIS  é um dos benefícios mais aguardados pelo o trabalhador brasileiro, de acordo com a tabela de pagamento do abono, o mesmo ficará disponível para todos os trabalhadores ao recebimento até 28 de junho de 2019, prazo final para recebimento do benefício do ano-base 2017. Veja e fique de olho!

Calendário PIS 2018 – 2019

calendário PIS 2018, também chamado de tabela do PIS para fins de organização e controle dos pagamentos dos valores, o pagamento do PIS 2017 (ano-base) e Pasep são realizado conforme o calendário estabelecido pela Codefat e divulgado pela Caixa Econômica que são todos definidos no início do mês de julho.

Calendário do PIS 2018 ATUALIZADO

Esse calendário é refeito anualmente para estabelecer as datas de saques conforme os dias úteis, evitando dias de feriados no ano vigente.

calendario pis 2018 - 2019

O calendário de pagamentos do PIS funciona de acordo com o mês de aniversário do trabalhador, ou seja, cada trabalhador que faz aniversário em um mês diferente também recebe o PIS em um período diferente.

AniversárioInício dos Saques:Credito em Conta:Término dos Saques:
Julho26/07/201826/07/201828/06/2019
Agosto16/08/201816/08/201828/06/2019
Setembro13/09/201813/09/201828/06/2019
Outubro18/10/201818/10/201828/06/2019
Novembro20/11/201820/11/201828/06/2019
Dezembro13/12/201813/12/201828/06/2019
Janeiro e Fevereiro17/01/201917/01/201928/06/2019
Março e Abril21/02/201921/02/201928/06/2019
Maio e Junho14/03/201914/03/201928/06/2019

Calendário Pasep 2018 – 2019

Agora no caso de aqueles trabalhadores inscritos no Pasep, o pagamento segue a ordem do último número da inscrição do filiado, e os benefícios do PASEP são pagos pelo Banco do Brasil (BB).

Final de Inscrição (dígito)Início do PagamentoPodem sacar até
0​26/07/201828/06/2019
1​16/08/201828/06/2019
2​13/09/201828/06/2019
3​18/10/201828/06/2019
4​20/11/201828/06/2019
5​​17/0​1/201928/06/2019
6 e 7​​21/02/201928/06/2019
8 e 914/03/201928/06/2019

🔌 Vale ressaltar que os benefícios do PIS são pagos pela Caixa Econômica Federal e os benefícios do PASEP são pagos pelo BB.CALENDARIO PASEP 2018 2019 ATUALIZADO

O valor do Abono Salarial 2018 hoje pode variar de R$ 78 a um salário mínimo nacional R$ 954, mais vai depender de quantos meses a pessoa trabalhou com carteira assinada nesse ano.

Por isso, fique por dentro de como funciona o calendário e não perca nenhuma data do programa. Afinal, toda ajuda financeira  é bem-vinda no orçamento.

O que é o PIS?

Para começar a entender o que é cada uma dessas siglas, você precisa entender o que cada uma significa.

O que é o PIS PasepA sigla PIS significa Programa de Integração Social destina-se aos trabalhadores de empresas privadas, devidamente registrados e vinculados a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e é administrado e pago pela Caixa Econômica Federal.

Já a sigla PASEP significa Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, e é para os trabalhadores de órgãos públicos, como funcionários de prefeituras, estados e servidores federais, que são regidos pelo regime estatutário de trabalho. O Banco responsável pela administração e pagamentos dos valores do PASEP é o Banco do Brasil.

Essas duas siglas são referentes a uma contribuição a cargo da empresa na qual você trabalha seja ela pública ou privada, onde cada funcionário tem o um número próprio de cadastro, que funciona como uma identidade.

Ambos os programas foram criados pelo Governo em 1970, através das Leis Complementares 07/70 e 08/70, para beneficiar os trabalhadores das empresas privadas e os servidores que atuam nos órgãos públicos. O Ministério da Fazenda é o responsável pela fiscalização da arrecadação do fundo PIS e Pasep.

O programa têm como finalidade custear os gastos dos funcionários, como o seguro desemprego, participação dos lucros e o abono salarial.

A partir da instituição dos programas, o governo passou a ter uma distribuição de renda mais eficaz no país.

Veja os objetivos originais do programa salarial:

  • Garantir ao trabalhador o usufruto de patrimônio individual progressivo
  • Associar o funcionário na vida e no desenvolvimento das empresas
  • Estimular a poupança
  • Estimular a economia do pais
  • Corrigir e reparar distorções na distribuição de renda
  • Fazer com que seja possível a paralela utilização dos recursos acumulados em favor do desenvolvimento econômico-social.

Você ganha a inscrição no programa do PIS a primeira vez que assinar a carteira de trabalho, a inclusão do trabalhador no programa só acontece de fato quando a empresa faz o cadastro do mesmo no benefício.

É através do número do PIS que  consegue solicitar o seguro desemprego, realizar o cadastro em programas do Governo Federal, FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e o abono salarial.

Quem tem direito ao PIS 2018 – 2019?

Com as diversas mudanças de regras para receber o PIS, pode ser que tenha algumas dúvidas sobre quem tem direito a receber o PIS e PASEP.

quem tem direito ao pis pasep

Regras para receber o PIS Pasep

As regras gerais são bem simples e você vai entender agora os critérios que precisa ter para fazer o saque.

Todos os trabalhadores registrados para uma pessoa juridica têm direito a receber o benefício, desde que atenda aos seguintes requisitos:

– Tempo

O primeiro critério, é que o trabalhador deve ter pelo menos cinco anos de cadastro no programa do PIS ou PASEP, ou seja, cinco anos desde o primeiro registro da carteira assinada ao longo do tempo para pessoa jurídica. Ou seja para ter direito a receber nesse ano como mínimo teria que ter começado a trabalhar de carteira assinada em 2013.

– Remuneração

O segundo critério é que trabalhador tenha recebido em média até dois salários mínimos brutos no ano-base para apuração, ou seja no caso o ano de 2017.

– Trabalho

O terceiro critério, é que tenha trabalhado de carteira assinada para pessoa jurídica no mínimo 30 dias corridos ou não no ano 2017 ou mesmo tenha sido servidor público seguindo essa mesma regra de dias no ano que já passou.

– Declaração RAIS

O quarto é ultimo critério e que é preciso que todos os trabalhadores estejam formalmente declarados na declaração anual da RAIS. É de suma importância ter seus dados corretamente informados pelo empregador na RAIS dentro do prazo para não acabar tendo problemas na hora de sacar o benefício e ficar sem receber esse ano.

📌 Mais de 2 milhões de trabalhadores ainda não sacaram o abono 2016; o prazo foi prrorogado até o dia 30 de Dezembro! 

Quem não tem direito a receber o abono salarial?

Você não tem direito a receber o PIS/Pasep se não se enquadre em todos esses requitos descritos acima, ou se qualquer um dos seus dados, que é fornecido pela Pessoa Jurídica (empresa) na RAIS estiver incorreto. Esteja sempre de olho que a RAIS seja correta e devidamente declarada pelo seu empregador, porque corre o risco de não receber esse ano.

A outra regra para os trabalhadores que não podem receber o PIS e PASEP são aqueles que, no ano anterior, não tenham nenhum registro na carteira. Esse tempo de registro também é chamado de ano-base de apuração. Ou seja para ter opção a receber, precisa ter trabalhado pelo menos 1 mês de qualquer jeito no ano de 2017, caso isso não acontenca não terá direito.

Alguns trabalhadores não se enquadram nos requisitos para receber os pagamentos do abono salarial e, por isso, não possuem direito a receber o Abono Salarial como:

  • Funcionários rurais e urbanos contratados por Pessoa Física;
  • Empregados domésticos;
  • Trabalhadores autônomos;
  • Funcionários com salários mensais superiores a 2 salários mínimos;
  • Trabalhadores do programa Menores aprendizes;
  • Diretores que não tenham vínculo empregatício, mesmo que as empresas façam recolhimentos do FGTS.

Empregada doméstica tem direito ao PIS?

Empregada domestica tem direito ao abono salarial do pis

Muitas pessoas nos perguntam se empregada doméstica tem direito ao PIS, infelizmente pelo momento as empregadas domésticas continuam sem ter nenhuma opção para receber o PIS. Isso ocorre porque as trabalhadoras domésticas trabalham para uma pessoa física e não jurídica. O mesmo ocorre com o trabalhador rural, muitos dos trabalhadores rurais de nosso pais trabalham para pessoa física pelo que acabam não tendo direito a receber o abono salarial.

Como fazer o cadastro no programa do PIS?

O cadastro do PIS é feito diretamente através da internet no site da Caixa.

Entretanto, vale ressaltar que esse cadastro é feito pela empresa do seu primeiro emprego, ou seja, o primeiro registro na carteira.

Por isso, assim que conseguir o primeiro emprego, a Pessoa Jurídica que assina a sua carteira de trabalho tem a responsabilidade de fazer o acesso ao site e o cadastro do seu PIS/PASEP através do número do NIS.

Para facilitar esse processo, a Caixa Econômica não realiza mais nenhum cadastro de PIS através das agências físicas, mas apenas pelo site oficial do banco.

Após o término do contrato de trabalho, o número não é alterado e permanece o mesmo para futuras contratações.

Nas novas carteiras de trabalho, já é possível verificar o número do PIS-PASEP logo na primeira página do documento, junto com as informações de identificação do trabalhador.

NIS e PIS são a mesma coisa?

O número NIS é Número de Identificação Social é vem sendo a final de contas o mesmo número que o PIS/PASEP mas com diferentes siglas.

O número  NIS é atribuído aquelas pessoas que ainda não tem cadastro no PIS e vão ser beneficiadas por algum tipo de projeto social. Se por exemplo uma pessoa com inscrição no NIS começar a trabalhar com carteira assinada, vai  usar o mesmo número em sua carteira de trabalho.

Novas regras do PIS

As novas regras do PIS 2018/2019 têm causado alguma confusão quanto ao funcionamento e, por isso, é preciso entender o que realmente cada uma das mudanças significam para você.

Novas Regras do Pis
Novas regras para saque 2018

Desde o ano de 2015, houve novas regras para o recebimento do abono salarial com a Lei 13.134. Antes, conforme informado, o trabalhador deveria ter trabalhado no mínimo 30 dias do ano para apuração para então poder receber o PIS.

– Tempo de trabalho

Embora houvesse uma proposta para que alterasse o tempo mínimo de contribuição para ter direito ao benefício, este continuou sendo mantido, considerando o tempo mínimo de 1 mês trabalhado no ano passado (ano-base para apuração).

Agora, para haver o recebimento integral do valor do PIS (R$ 954, um salário mínimo), é necessário que o trabalhador tenha contribuído formalmente um ano completo.

– Valor do PIS

A mudança principal se deve ao valor do abono salarial. Anteriormente, independente do período de trabalho, o trabalhador recebia 1 salário mínimo, e agora, com a nova Lei, o trabalhador receberá a parte proporcional de acordo com a quantidade de meses trabalhados.

Com essa nova regra, o abono salarial passa a ser pago no mesmo modelo do 13º salário, ou seja, de modo proporcional. A cada mês completo trabalhado, o valor do abono vai se modificando, podendo chegar ao total de R$ 954. Para aqueles que trabalharam o ano todo, o valor recebido é o integral. Caso contrário, o pagamento do PIS será relativo ao tempo em que o trabalhador esteve empregado.

Por exemplo, se uma pessoa trabalhou apenas por 8 meses, ela receberá o valor equivalente a 8/12 do salário. Por isso, só receberá o valor de um salário mínimo completo quem trabalhou em todos os 12 meses do ano-base.

Isso altera o planejamento de pagamentos de abonos da União. O Governo Federal propôs essa mudança de modo a desafogar o orçamento do país, sem prejudicar a todos os associados. Fique atento e consulte sobre o valor a que terá direito no ano de 2018.

Vale lembrar que também houve outras mudanças referente ao PIS e seguro desemprego, segunda solicitação do PIS e recebimento do PIS por morte ou pensão.

Como saber o número do PIS?

O número do PIS é a identificação do todo aquele trabalhador no Brasil que está ativo no mercado de trabalho, é um número vinculado a Previdência Social junto ao Ministério do Trabalho, é através desta numeração que o trabalhador tem acesso ao seguro desemprego, aposentadoria, abono salarial e até mesmo o programa bolsa família.

O número do PIS ou Pasep é uma sequência de de dez a doze números que funciona como uma identidade de cada trabalhador.

É comum que algumas pessoas não saibam o número do seu PIS ou onde podem consultar. Mas esse é um processo bastante simples, pois o número do PIS pode ser encontrado facilmente na primeira página das novas carteiras de trabalho, o número vai estar escrito em negrito, para ficar destacado, junto com o restante dos seus dados.

Como saber o número do PIS?

Nas Carteiras mais antigas, o número poderá ser encontrado nas últimas páginas. Esse número também pode ser consultado no departamento de Recursos Humanos das empresas em que trabalham.

Outra opção é saber o número do PIS através do cartão cidadão, já que o número inscrito no cartão é o mesmo do registro de trabalhador.

Também é possível saber o número do PIS online. Não tendo acesso aos documentos citados acima, o trabalhador poderá fazer a consulta do número através do site do CNIS. O CNIS, ou Cadastro Nacional de Infomações Sociais, mantém a base de dados de todos os trabalhadores brasileiros.

💡Leia também: Como consultar o número do PIS, 👈 veja aqui como fazer!

Você sabia? Que pode descobrir o número do PIS pelo telefone?

Uma consulta rápida pelo telefone também resolve o problema dos que querem saber o número de inscrição. Basta fazer a ligação para o número 135, escolher a opção 5 e informar detalhes que identificam o usuário. Logo, o atendente informará o número do PIS. Esse é o número da Previdência Social. Também é possível fazer a consulta através do número 0800 726 0207, o 0800 PIS, da Caixa Econômica Federal. A ligação é gratuita.

Para saber o número do Pasep basta ligar no 4004 0001 ou 0800 729 0001.

Como consultar PIS?

Quer saber como fazer a consulta do PIS sem sair de casa? Atualmente a maneira mais rápida e prática de fazer a consulta PIS é através do aplicativo Caixa Trabalhador, que foi desenvolvido exclusivamente para facilitar as consultas das informações dos pagamentos e benefícios do trabalhador.

como consultar pis pelo cpf
Como fazer a consulta do PIS-Pasep

Além da própria consulta do valor e disposição do PIS, também é possível consultar diversas informações sobre o Abono Salarial, seguro-desemprego, além de conferir o calendário PIS vigente para os pagamentos, bem como, verificar as parcelas liberadas, pagamentos não recebidos e os extratos de pagamentos anteriores.

Além do aplicativo, os trabalhadores também podem fazer a consulta pelo site oficial Caixa ou se dirigir a CEF com seus documentos, um deles com foto e solicitar a verificação se possuem algum saldo a receber.

Para quem sente alguma dificuldade a melhor maneira de realizar as consultas é nas agencias da Caixa Econômica e Lotéricas.

Extrato do PIS – Comprovante de inscrição no programa

Para tirar um comprovante do PIS você precisa ir até uma agência da CAIXA para o PIS ou numa agência do Banco Brasil para o Pasep com seu documento de identidade com foto e o número de seu abono salarial e solicitar o extrato. O extrato do Pis/Pasep serve como 2ª via do Comprovante de Inscrição.

Qual é o valor do PIS/Pasep?

Como já explicamos anteriormente o abono salarial segue regras relacionadas ao tempo de trabalho do funcionário de acordo com o ano-base de referência.

tabela valor do pis pasep
Quanto irei receber do Abono?

De forma simples, o valor do abono é calculado através do número de meses de trabalho depois de multiplicado por 1/12 do salário mínimo do ano trabalhado.

Isso quer dizer que se trabalhou 6 meses no ano base e o salário mínimo vigente é R$ 954,00, vai receber R$ 477,00 de abono salarial, por exemplo.

Com base no salário mínimo vigente de R$ 954,00 os valores para os pagamentos são definidos conforme tabela do PIS abaixo:

Meses trabalhados (dias) Valor Abono
1 (30 a 44)R$ 80,00
2 (45 a 74)R$ 159,00
3 (75 a 104)R$ 239,00
4 (105 a 134)R$ 318,00
5 (135 a 164)R$ 398,00
6 (165 a 194)R$ 477,00
7 (195 a 224)R$ 557,00
8 (225 a 254)R$ 636,00
9 (255 a 284)R$ 716,00
10 (285 a 314)R$ 795,00
11 (315 a 344)R$ 875,00
12 (345 a 365)R$ 954,00

Confira os meses de trabalho no ano-base e confira qual será o valor do abono esse ano! Para as pessoas que trabalharam 15 ou mais dias no mesmo mês, o cálculo será feito considerando como um mês completo.

Quando posso receber meu PIS?

Agora imagino que quer saber a data para receber o abono, certo? Todos os anos, os calendários PIS e Pasep são definidos pelo CODEFAT, Resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador, em parceria com a Caixa Econômica e com o Banco do Brasil, cria e divulga o Calendário de pagamento.

É fundamental que os trabalhadores da iniciativa pública e privada estejam atentos nestas datas divulgadas, que correspondem ao pagamento dos benefícios. Essas datas são baseadas na data de nascimento do trabalhador, determinando quando ele poderá fazer o saque do benefício.

Mas só posso sacar meu direito na data estipulada pelo calendário? Sim, você não consegue receber o dinheiro antes do dia indicado no calendário e poderá fazer o saque até o último dia de vigência do mesmo, que nesse ano é até o dia 28 de Junho de 2019.

Para saber quando você pode receber o PIS, é preciso ficar de olho na tabela de pagamentos.

Como sacar o abono do PIS e Pasep?

Agora que já sabemos o que é o PIS, se somos aptos receber, o valor e a nossa data de recebimento, segurante agora nos interessa saber como é feito o saque do dinheiro, certo?

Para realizar o saque do benefício do PIS e Pasep é preciso estar atento e verificar as datas no calendário que corresponde ao mês de aniversário do trabalhador que irá receber o benefício.

Como sacar o abono do PIS e Pasep

Como sacar o PIS

Você consegue receber o benefício de três formas: no boca do caixa da CEF, credito em conta ou sacar nos caixas eletrônicos da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas. Abaixo vamos explicar cada uma delas.

– Agência Caixa Econômica Federal

A documentação que é necessária para o recebimento do benefício é muito simples, bastando apenas a apresentação do número do PIS e um documento de identificação com foto atualizado em uma das agências.

📌 Documento de identificação com foto pode ser: RG, RNE, Carteira de Trabalho, Carteira de Habilitação, Passaporte, Carteira Funcional reconhecida por Decreto ou até sua Identidade Militar. Todos eles dentro de seus prazos de validade.

– Caixa Eletrônico

Os trabalhadores que já têm o Cartão Cidadão contam com uma vantagem a mais, pois podem se dirigir diretamente aos caixas eletrônicos da Caixa, Correspondentes Caixa Aqui e Lotéricas para consultar e realizar o saque junto com um documento de identificação com foto.

Para quem ainda não possui o cartão e/ou senha pode solicita-lo também na CEF. Se não tiver, é só ir até um caixa físico do banco.

– Crédito em conta

Para os trabalhadores que possuem uma conta individual corrente ou poupança na Caixa com saldo superior a R$ 1 e movimentação de conta, o recebimento do benefício acontece de forma automática através de deposito direto na sua própria conta.

Como sacar o Pasep

Para sacar o beneficio o servidor publico conta com três opções:

  1. A primeira  é para as empresas que tem convênio com o Banco do Brasil, desta forma o dinheiro do benefício é recebido junto à folha de pagamento.
  2. A segunda opção é para os correntistas do banco, que podem ter o dinheiro depositado diretamente na sua conta corrente para saque.
  3. A terceira opção para sacar o abono PASEP, se você não se encaixa em nenhuma das opções acima, é ir numa das agências do BB com um documento com foto e número Pasep na data do seu recebimento.

Entretanto, para saber o dia do recebimento do benefício, a melhor opção é conferir a tabela com as datas de pagamento ou entrar em contato na central de atendimento do Banco do Brasil através do número 4004-0001 ou 0800 729 0001. Através desses telefones e com o número do PASEP em mãos, você tem acesso a todas as informações necessárias como data de recebimento ou valores, tire todas as suas dúvidas!

Além disso, para ter receber o PASEP, deve se encaixar nas mesmas regras do PIS, que já foram informados.

Porque não recebo o PIS Pasep esse ano? O que fazer!

Muitos são os motivos que podem levar a isso, como por exemplo, erro no cadastramento do PIS, dados divergentes na Receita Federal, erros de digitação na RAIS, entre outros.

Os cinco maiores motivos que determinam o impedimento ao saque do PIS/PASEP são:

–  Não ter direito a receber esse ano-base por não ter exercido atividade remunerada.

– Falta de informação da RAIS ou RAIS não informada.

– Erro na digitação dos documentos ou valores de salários.

– 13º Salário (informado na RAIS como rendimento mensal).

– Conta errada (Para resolver isso, basta ir numa agência da Caixa).

Os trabalhadores que possuem direito no PIS/PASEP, mas ainda não receberam o benefício devem procurar a Caixa ou BB (para servidores públicos) para verificarem o motivo que impede o pagamento ou liberação do valor a receber.

Sem direito

As pessoas que já fizeram o saque do valor do benefício e após o saque ainda não exerceram atividade remunerada, não possuem direito a receber novo saldo.

No próximo ano, caso tenha ocorrido um novo período de trabalho remunerado em empresas públicas ou privadas será possível realizar novamente o saque correspondente ao tempo trabalhado.

Vale lembrar que, para ter direito para o recebimento do abono, é preciso que o trabalhador tenha ao menos cinco anos de cadastro. Assim, mesmo que os outros requisitos para o recebimento sejam cumpridos, se a pessoa não tiver no mínimo 5 anos de cadastro no PIS/PASEP, ela ainda não tem o direito de sacar o benefício.

Problemas com a RAIS! Como resolver?

Se você acaba de saber que o problema para o não recebimento do benefício foi algúm problema com a RAIS, não desespere, você consegue resolver, mas não deixe passar! Corra atrás! Confira as dicas a seguir!

Saque do PIS não foi liberado por RAIS

Um dos principais motivos do não recebimento do benefício está relacionado com as informações  declaradas na RAIS, que podem variar desde dados de identificação errados, erros de digitação dos valores recebidos, entre alguns outros. Mas como resolver este problema?

Em casos como esses, convém procurar immediatamente o departamento de Recursos Humanos de sua empresa e pedir que eles verifiquem as informações enviadas. Isso é um direito do trabalhador e a empresa não se negará à fazer a verificação. No caso de algum dado ter sido enviado errado, a empresa deverá fazer a correção o mais rápido possível, porém o trabalhador só terá direito ao recebimento do benefício no próximo ano.

É fundamental que o trabalhador esteja atento à esse tipo de situação. Mais do que o benefício perdido, suas informações devem estar sempre de acordo com a realidade dos fatos e, por isso, não hesite em procurar o departamento responsável em sua empresa para fazer os devidos ajustes.

Caso prefira também é possível fazer a consulta das informações da RAIS diretamente no site oficial da  Relação Anual de Informações Sociais.

Se a RAIS foi apresentada fora de prazo, quanto tempo se demora em receber o dinheiro do PIS?

A apresentação da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) é obrigatória e cabe à empresa contratante efetuar a declaração correta de todas as informações.

Quando a RAIS não é apresentada ou apresentada fora do prazo, o funcionário não receberá o PIS na data específica de acordo com o calendário anual, ele terá que aguardar uma nova data para fazer o saque.

Assim, se isto acontecer e prejudicar o recebimento do PIS, a empresa poderá receber uma multa por descumprimento e a empresa deverá arcar com o abono do funcionário.

PIS 2016: mais uma chance!

Quem não sacou o PIS/Pasep ano base 2016, ainda consegue sacar? A resposta é sim, o prazo para saque acaba de ser prorrogado pela CODEFAT (Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador). Este é o terceiro ano consecutivo em que esta mesma medida foi tomada. O valor ainda disponível para retirar pelos trabalhadores soma perto de R$ 1,44 bilhão.

PIS 2016
Novo período para saque do abono salarial 2016

A resolução da CODEFAT nº 815, de 11 de junho de 2018, permitiu que os pagamentos do PIS/Pasep ainda possam ser realizados. Portanto, quem ainda não sacou o PIS 2016, do calendário encerrado em junho de 2018, ainda tem a chance de sacar o Abono Salarial a partir desta  quinta feira dia 26 de jul 2018 e ficara disponivel durente 5 meses até o dia 30 de dezembro de 2018. Na mesma data, começa o saque do abono salarial para quem trabalhou em 2017.

Segundo o Ministério do Trabalho, perto de 2 milhões de pessoas não retiraram o benefício salarial, o que significa quase um 8 % do total de trabalhadores com direito a saque do PIS-Pasep estão ainda ser receber o dinheiro. Você é um de esses 2 milhões de pessoas? Está de sorte, não perca mais tempo e vá até a Caixa ou o Banco do Brasil para fazer o saque de seu direito!

Para trabalhadores da iniciativa privada de empresas vinculadas ao Programa de Integração Social (PIS), deveram ir até uma agência da Caixa Econômica Federal, onde teram mais informações e saber se tem direito ao PIS 2016. A consulta saldo também pode ser feita pela internet ou pelo telefone da Caixa 0800-726-0207.

Já se você é um funcionário público vinculados ao Programa de Formação de Patrimônio do Servidor Público (Pasep), você deverá se dirigir  até uma agência do BB para consultar seu saldo ou o realizar o saque do dinheiro, o Banco também oferece mais informações pela internet e pelo número de telefone 0800-729-0001.

O que acontece se não sacar o benefício dentro do prazo?

Duvidas sobre o PIS PasepSe algum trabalhador não fizer o saque do Abono Salarial dentro do prazo estabelecido no calendário anual de pagamentos, os valores serão devolvidos ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), não sendo mais possível realizar o saque.

Nesse caso, perde a possibilidade de receber o valor sem a possibilidade de qualquer recurso.

No entanto, esse prazo não se aplica a pessoas que trabalharam entre 1971 a 1988, que poderão sacar os recursos (cotas do pis) mesmo ao final dos prazos.

Mesmo com ordem judicial, não há nenhuma garantia de que o valor será novamente disponibilizado para você.

A única maneira de recebimento fora do prazo é quando uma empresa apresenta a declaração da RAIS fora de prazo mas dentro do calendário vigente. Esse trabalhador irá receber fora do calendário vigente.

Esqueci de receber o PIS /Pasep 2016. Posso ainda receber?

Você esta de sorte, o Governo reabriu o prazo para receber o abono do ano base 2016  que finalizou no passado dia 29 de Junho de 2018. O prazo para o pagamento de até R$ 954,00 do abono salarial para quem trabalhou em 2016 será reaberto na partir do dia 26 de julho de 2018 e ficará disponível para seu saque até o dia 30 de dezembro de 2018.

Se algum trabalhador não fizer o saque do Abono Salarial dentro do prazo estabelecido no calendário anual de pagamentos, os valores serão devolvidos ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), não sendo mais possível realizar o saque.

Não recebi o PIS 2015. E agora ainda posso sacar?

O prazo para fazer o saque do PIS/Pasep 2015 finalizou  no dia 28 de Dezembro de 2017 e o abono voltou  para os cofres da FAT – Fundo de Amparo aos Trabalhadores, o dinheiro foi usado para pagar benefícios como seguro desemprego e o abono salarial dos próximos anos. Ou seja que se você trabalhador tinha benefício para receber do PIS 2015 é não fez o saque no prazo, ficou sem.

Cotas do PIS 2018

As Cotas do PIS são um benefício diferente do pagamento anual do abono salarial do PIS/Pasep. Elas são destinadas aos trabalhadores que tiveram ingresso no programa entre 1971 ao 4 de outubro de 1988 e eram conhecidos como cotistas. Antes, cada trabalhador tinha o recolhimento de PIS vinculado à uma conta individual, cujo valor ficava restrito, gerando rendimentos até que fosse sacado na aposentadoria.

Após o Fundo PIS/PASEP ser unificado e seus recursos passarem a ser alocados no Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), esses valores passaram a ser pagos anualmente, conforme a possibilidade de saque de cada trabalhador.

Porém, aqueles valores que haviam sido recolhidos até então, continuam à disposição dos trabalhadores que ainda não tenham feito o saque das suas cotas do PIS.

Vale ressaltar que o recebimento das Cotas de PIS não estão vinculados aos pagamentos anuais dos benefícios, portanto, não necessitam de seguir o Calendário proposto do abono salarial.

Perdi o prazo para sacar as cotas do PIS/Pasep. E agora?

No dia 28 de Setembro finalizou-se o prazo para o saque das cotas do PIS dos beneficiados que estão abaixo dos 60 anos. Cerca de 4,2 milhões de pessoas deixaram de sacar o valor extra, que, de acordo com levantamento da Caixa Econômica Federal, totaliza pouco mais de 5 bilhões de reais.

Se você tinha direito a sacar sua cota e esqueceu e não conseguiu fazer o saque dentro do prazo, não se preocupe, não vai perder o direito ao saque, mas deverá se enquadrar em critérios específicos estabelecidos na lei, como nos casos a seguir:

Quem tem direito as cotas do PIS?

  • Pessoas aposentadas;
  • Pessoas acima de 60 anos;
  • Invalidez (do participante ou dependente);
  • Transferência para reserva remunerada ou reforma (no caso de militar);
  • Idoso e/ou portador de deficiência alcançado pelo Benefício da Prestação Continuada;
  • Neoplasia Maligna – Câncer – (participante ou dependente);
  • SIDA/AIDS (do participante ou dependente);
  • Doenças listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS 2.998/2001 (participante ou dependente);
  • Morte do participante (situação em que o saldo da conta será pago aos dependentes ou sucessores do titular mediante a apresentação da documentação que comprove a relação de vínculo com o titular da conta).

Vale ressaltar, que só podem fazer o saque das cotas do PIS apenas os cotistas cadastrados no programa até 04 de outubro de 1988 e que não tenham realizado o saque do saldo do benefício e cumpram um dos requisitos citados.

Dúvidas?

O fundo PISPASEP é um dos benefícios mais importantes dos trabalhadores no Brasil, pago por pessoas jurídicas em nome dos seus funcionários, e é válido tanto para trabalhadores de iniciativa privada, quanto os servidores públicos.

conclusao do PIS

Agora que já sabe tudinho sobre o abono salarial, fique de olho nas próximas informações que a CEF vai disponibilizar para não perder os prazos do pagamento.

Além disso, se você se encaixa nos quesitos para saque, não deixe de acessar  o app da Caixa  para ter acesso a todas as suas informações, juntos com parcelas de pagamento e dados.

Dessa forma, vai ficar por dentro de tudo sobre o Abono Salarial e não perder a oportunidade de receber essa ajuda financeira. Não deixei os direitos de lado!

Ficou com dúvidas? Nosso conteúdo foi de ajuda? Deixe o seu comentário de Facebook logo abaixo e fale conosco, mas  continue navegando por nosso site e fique por dentro de todas as  últimas notícias! 🙂

O artigo foi de ajuda? Deixe sua avaliação: ⤵

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (13 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...